terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Resenha: Quem é você, Alasca?

| |

Título: Quem é você, Alasca?
Título Original: Looking For Alaska
Autor: John Green


"O primeiro amigo, a primeira garota,
as últimas palavras."

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres ultimas palavras — e está cansado da vidinha pacata que leva em casa. O garoto vai para sua nova escola, à procura de algo que o poeta François Rabelais, quando estava beirando à morte, chamou de "O Grande Talvez". Muita coisa vai acontecer na vida de Miles, em sua nova escola, Culver Creek, inclusive, Alasca Young. Engraçada, inteligente, problemática e muito sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez. Quem é você, Alasca? narra de uma forma magnífica o impacto indelével que uma vida pode ter sobre outra. Este incrível livro marca a chegada de John Green como uma importante voz na ficção contemporânea.

A Trama: Falar sobre este incrível livro, não é uma tarefa nada fácil, mesmo sendo um dos meus preferidos. A história me marcou e me trouxe ensinamentos de uma forma que eu jamais imaginava. Miles, ou Gordo, como Alasca começara à o chamar, sempre fora uma pessoa solitária, que não tinha amigos. Lia biografias de autores, ao invés de suas obras. Porém, na sua festa de aniversário, na qual apenas seus pais compareceram, o garoto decide que é hora de dar um novo rumo à sua vida indo para Culver Creek. A partir de então o "Grande Talvez" da curiosidade em relação ao livro começa. Gordo conhece Chip e claro Alasca, a pessoa para quem os holofotes estão voltados. Todas as aventuras, incluindo grandes enrascadas e novas experiências vividas por Gordo e seu grupo, são narrados de uma maneira totalmente íntima e pessoal pela mente de quem sabe o que é solidão e agora está tentando curtir ao máximo o outro lado da vida. 
O mais interessante do livro é a forma como ele é dividido, em uma contagem regressivaexemplo "cento e vinte dias antes", até chegar à um grande acontecimento que muda por completo o rumo e os pensamentos do protagonista, e quando você acha que o final está perto, bingo!, a história continua.

O Protagonista: Miles/Gordo não possui uma personalidade muito forte e isso foi seu ponto fraco. Nesse "novo mundo", às vezes Miles se deixava levar pelo momento, sem pensar muito nas consequências disso. Isso não quer dizer que Miles era mau, apenas não sabia como agir em frente aos novos desafios que a vida o proporcionara. Na maior parte do tempo era um adolescente comum, dedicado aos estudos, leitura, jogos de vídeo game, a sua busca incansável pelas últimas frases de ícones célebres, mas agora há uma nova pendência para ticar na sua agenda: conviver com amigos, e isso inclui não só sair e conversar, mas ter pessoas que tentam compreendê-lo e ajudá-lo com seus problemas.

Personagens Secundários: Não há muitos personagens nesta história e eu achei que a grande parte deles foi criada apenas para "preencher espaços" com rápidas aparições.
De um lado temos a selvagem, enigmática e dona dos melhores trotes Alasca, e de outro o bobo e nem tão inocente Miles, e por isso Chip/Coronel foi o complemento perfeito. Ele é o tipo de pessoa desencanada, mas ao mesmo tempo luta pelo que acredita sem pensar duas vezes. Obcecado por lealdade e honra, não vai com a cara dos Guerreiros de Dia de Semana - pessoas ricas - e ensina Miles desde cedo que para "sobreviver" em paz no campus a regra geral era nunca dedurar ninguém.
O que falar de Alasca Young? De certa forma, o autor mostra desde o começo nas entrelinhas, que esta personagem continuará um mistério. Creio que John Green quis transmitir a mensagem de que nunca conheceremos alguém por completo. Mas, no decorrer do livro, tentei compreender o jeito de agir e viver de Alasca com base no conturbado passado que a cerca. Porém, no fundo, a garota só quer encontrar uma saída para seu próprio labirinto, antes que esteja perdida dentro dele. Não posso falar o que acontece no final da contagem, mas é algo surpreendente sobre Alasca e na minha opinião é totalmente imprevisível e chocante (tão imprevisível e chocante quanto ela própria é)!


 Capa, Diagramação e escrita: Sobre a capa, eu gostei do formato do título, que parece nos convidar a ir em busca de descobrir quem é Alasca, e a frase que aguça nossa curiosidade. Preferi optar pelo livro com esta capa, do que o em que mostra uma modelo que no caso seria Alasca, pois este nos dá mais liberdade para deixar a imaginação fluir em busca de como a garota seria. Como eu li um ebook, não posso falar da diagramação.
Não tem como negar que o jeito de escrever de John em primeira pessoa é surpreendente e inovador. Ao mesmo tempo em que ele descreve uma cena completa, consegue expor os pensamentos dos personagens como se fossem mais um detalhe no contexto, como um quadro enfeitando um ambiente. Green consegue nos fazer enxergar as situações e maneiras de lidar com ela através dos olhos do protagonista e o faz com vivacidade nas palavras capaz de pôr os leitores em questionamentos sobre a vida e ainda deixar a sensação de que parte disso também se passa em nossa mente.

 Concluindo: É um livro rápido e talvez seja por isso que nos prende de uma maneira tão magnífica e arrebatadora, sem deixar a impressão de uma leitura forçada e sim de que você escolheu mergulhar nesta maravilhosa história. Indico para pessoas que tenham mente aberta, não só pelas cenas fortes ou por algumas passagens que lhe faz ter pensamentos bem reflexivos, mas esse é um livro que pode formar um mal julgamento dependendo de quem o lê. Para quem tem curiosidade, aconselho a ler, este livro impressionante, e que nos trás a refletir mais sobre nossas vidas.

"Se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão."
"Passamos a vida inteira no labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em como será legal. Imaginar esse futuro é oque nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente.

Veja também:

50 comentários:

  1. Sabe que esse livro apesar de ser tão famoso, nunca tinha visto nenhuma resenha dele? Pelo menos, não que me lembre! E a melhor é que ando há imenso tempo para o comprar (aqui em Portugal chama-se "À procura de Alasca"), pois li "A culpa é das Estrelas", claro, e o "Quando a neve cai" (não sei se terá o mesmo nome aí) e adorei os dois!
    Tenho mesmo de ler este!
    Beijos

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir
  2. Achei o livro doloroso, mas também é emocionante, tem sentimentos intensos já li resenhas negativas do livro, não posso dá a minha opinião sem ler primeiro o livro, Laura bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, um pouco doloroso, mas uma história maravilhosa e que nos faz refletir muito. Bjs.

      Excluir
  3. Olá tudo bem?
    Não sou fã do autor e detestei ACEDE, por isso não leria esse livro. Vou deixar a dica passar dessa vez.

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa a intromissão no comentário Laura, mas em geral as pessoas julgam muito o John por só conhecer ACEDE. Mas Camila, não deixe isso te influenciar a conhecer outras obras do autor, e não só neste caso mas em geral, QÉVA é um dos melhores livros que já li e completamente diferente de ACEDE, com uma temática totalmente diferente. beijos.

      Excluir
    2. Ainda não li ACEDE, mas sem dúvidas, QÉVA é um livro incrível! Beijos.

      Excluir
  4. Pelo autor, eu já tenho uma certa resistência rs mas a sua resenha foi muito bem feita. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janyne. Obrigada! As história do John Green, na minha opinião, nos mostram a realidade, mostrando que nem sempre as histórias tem um "final feliz", e algumas pessoas não gostam disso. Mas a história do livro na minha opinião é incrível. Beijos.

      Excluir
  5. Melhor livro que você respeita! <3 Na minha opinião, é o melhor livro do John! Já li todos os livros dele e sou fascinada plea Alasca, meu livro favorito de todos os tempos! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho um ótimo livro. Ainda não li todos os dele, porém de todos os que já li (que não são poucos) ele é o meu preferido!

      Excluir
  6. Do John o único livro que ja li foi ACEDE e gostei até, QEVA eu ja ouvi falar muito sabe mas nunca tive ânimo pra ler. Agora até que estou interessada, vou emprestar o da minha amiga...
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, o livro trás uma história que na minha opinião é maravilhosa e cheia de ensinamentos, eu recomendo. Beijos.

      Excluir
  7. Não conheço o livro. Mas valeu pela resenha
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso! Se você gosta de histórias que mostram a realidade, te indico ele. Beijos.

      Excluir
  8. Gosto muito do autor.
    Esse livro assim como os outros sáo excelentes
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. John Green é um autor maravilhoso! AOU super fã. O livro é realmente excelente, assim como todos os outros dele que eu já li. Beijos.

      Excluir
  9. Também gosto da forma que o livro é dividido, ele nos prende de uma forma que nem sei explicar, amei a resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. É muito legal essa "contagem regressiva" que ele faz. A gente fica ansioso para saber oque vai acontecer no tal dia. Obrigada. Beijos.

      Excluir
  10. DICA LEGAL ESSA TO PRECISANDO LER MUITO FAZ ALGUM TEMPO QUE NÃO LEIO NÇAO DÁ TEMPO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tira um tempinho quando der. Ler é algo muito bom! Beijos.

      Excluir
  11. oi
    Eu adorei esse livro, como adoro os outros livros do autor John Green, mas uma vez ele me surpreendeu, com seu talento, gostei muito :D
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. John Green é um autor sem dúvidas maravilhoso.

      Excluir
  12. Morro de vontade de ler esse livro! Adorei a resenha,
    beijos!

    www.meumundonofundo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Laura, tudo bem?

    Já li quase todos os livros do John (falta apenas "Deixe a neve cair") e os meus preferidos são "O Teorema de Katherine" e "Quem é você Alaska?". QEVA tem uma história muito bonita, mas ao contrário de você, não achei a obra tão forte, para mim foi bem normal os temas abordados. A única coisa que me incomodou foi o final do livro, esperava bem mais... Sua resenha ficou ótima, Parabéns!

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho forte, porque algumas pessoas estão acostumadas apenas com o famoso "felizes para sempre", e sabemos que nos livros do John Green não é bem assim. Se a pessoa quer ler pra "fugir da realidade" ou pra ver "uma historinha feliz", este é o livro errado.

      Beijos!

      Excluir
  14. Adorei a resenha,contou o necessário sem ficar exaustiva a leitura deixou um gostinho de quero mais. Vou anotar o nome para procurar por ele depois.beijokass

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura mesmo Camila, o livro é maravilhoso, apesar de um pouco triste. Beijos!

      Excluir
  15. Parece ser bem interessante o tipo de livro que eu leria com certeza, ótima resenha.

    ResponderExcluir
  16. Eu já tinha ouvido falar do livro, mas resenha é a primeira que leio! Gostei de sua resenha bem informativa e completa, fiquei curiosa até para ler! O autor é o máximo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, você não vai se arrepender! O autor é mesmo ótimo. Beijos.

      Excluir
  17. Tenho muita vontade de ler esse livro, até pq um tempo atras era febre, mas ainda não tive oportunidade rsrs mas a curiosidade continua rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é ótimo! Quando tiver oportunidade, leia, não vai se arrepender. Beijos.

      Excluir
  18. Não é exatamente meu tipo de leitura, mas por outro lado de vez em quando eu me aventuro em leituras diferentes do meu gosto pessoal e me surpreendo. Vou levar o nome comigo, pois tua forma de relatar me deixou curiosa!
    Minda
    Bjs ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é maravilhoso! Super recomendo. Beijos.

      Excluir
  19. Sua resenha ficou muito legal, me interessei em ler esse livro parece ser bom, vou colocar na minha agenda, pois será uma leitura certa

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  20. Que resenha bem expressiva, gosto deste tipo de livro com contagem regressiva. Beijos

    ResponderExcluir
  21. Nossa que resenha é essa mulher? Amei! Muito explicativa e detalhadissima..
    Ja li todos os livros do John e sou meio suspeita em comentar algo, mas amo e indico todos eles!
    Sucesso e beijo

    http://baiando-cah.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro o autor e o livro, são mesmo ótimas, e também sou suspeita ao falar, já que sou super fã de John Green. Beijos.

      Excluir
  22. esse livros (como todos do john)é maravilhoso! super recomendo! adorei a resenha menina, cê escreve tão bem, com uma linguagem tão envolvente ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaa! Os livros dele são mesmos maravilhosos!

      Excluir

Deixe seu comentário, é muito importante para mim!

© Versos da Alma - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Mix Digital Design. Tecnologia do Blogger.
Imagens por Flaticon