quinta-feira, 29 de junho de 2017

Carta a paixão

| |


Você se lembra de mim?Eu sou aquela menina que desde o início se encantou por ti e aos poucos a amizade que tinha foi se transformando em algo mais doloroso, não digo amor, pois,creio eu que amor não dói, talvez fosse paixão, não sei o que era só sei que cada vez mais você ocupava meu coração.
Nunca tive coragem pra te dizer, eu e essa minha característica covardia,mas uma amiga nossa disse e você? Bom acho que não ligou muito pra isso.Não consegui mais ser sua amiga, não consegui sequer te olhar direto,e  você com aquele sorrisinho de moleque e seus olhos castanhos, bem que tentou fazer tudo ficar igual a antes,pode ter ficado pra você,mas não pra mim e a dor foi ficando vertiginosamente mais forte a cada dia.
E então com um golpe final de dor meu coração se estilhaçou e você se apaixonou, não por mim é claro, mas se apaixonou,e  o que sobrou da minha paixão? Nada,a não ser os caquinhos que ainda tento juntar e não é culpa sua,nem de ninguém é só azar,azar de se apaixonar,de deixar o coração tomar livremente suas decisões só pra depois se machucar.
E eu vou novamente​ remendar esse coração arrogante que não obedece às ordens da minha mente,e vou esperar, esperar alguém que me ajude a concertar , alguém que seja pra mim de verdade e me aceite assim como eu sou (toda despedaçada), alguém que me ajude a curar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, é muito importante para mim!

© Versos da Alma - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Mix Digital Design. Tecnologia do Blogger.
Imagens por Flaticon